15/05/2018

Investigado por assassinato tem prisão preventiva decretada em Artur Nogueira

Ex-amásio da vítima está em reclusão há dois meses devido às investigações do caso

Da redação

O ex-amásio de Ana Paula de Araújo dos Santos, investigado pelo assassinato da moradora de Artur Nogueira, continua em reclusão. A prisão temporária dele foi convertida para preventiva na última quinta-feira (10). As investigações a respeito do crime, ocorrido há cerca de dois meses, continuam em andamento pelo delegado de Polícia Civil do município.

A Polícia Civil de Artur Nogueira deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva em desfavor do investigado de 39 anos, ex-companheiro de Ana Paula. Ela foi morta de forma brutal a disparos de arma de fogo enquanto dirigia uma motocicleta Honda/Biz nas imediações do Jardim Jatobá, na noite de 6 março deste ano. Desde o ocorrido, tiveram início as investigações para a identificação do autor do assassinato.

Após familiares e pessoas próximas à Ana Paula serem ouvidas na Delegacia de Polícia Civil da cidade, iniciou-se uma linha investigatória de crime passional, que tem como suspeito o ex-amásio da vítima. Depois de permanecer fora de Artur Nogueira por alguns dias alegando receio de represarias devido ao ocorrido, o suspeito se apresentou à Delegacia no dia 15 de março, passou por uma oitiva na unidade policial na presença de um advogado e teve a prisão temporária decretada. A reclusão dele que seria de 30 dias, se prorrogou para a continuação da apuração dos fatos.

Desde então, o suspeito estava preso na Cadeia de Santa Bárbara d’Oeste (SP). Já com a conversão para prisão preventiva decretada na semana passada, ele foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Sumaré (SP), onde se encontra atualmente. Apesar de ser o principal suspeito pelo crime, o ex-companheiro de Ana Paula negou ser o responsável pela morte da jovem, de apenas 28 anos.

O delegado titular de Artur Nogueira que investiga o caso, Dr. Lúcio Antônio Petrocelli, não deu detalhes ao Portal Nogueirense sobre o andamento das investigações. Ele pontua que é preciso tempo para uma conclusão do crime e cautela nas apurações. “Estamos trabalhando bastante e colhendo evidências, não dá para ter uma confirmação de nada até o momento”, declarou Dr. Petrocelli.

Ana Paula de Araújo dos Santos era moradora do Parque Itamaraty. Ela deixou dois filhos, um de 4 e outro 10 anos. As crianças foram encaminhadas pelo Conselho Tutelar ao convívio dos avôs maternos, residentes em Pernambuco.

Leia mais

Investigado por assassinato em Artur Nogueira tem prisão prorrogada

Após prisão temporária, suspeito por assassinato nega crime em Artur Nogueira

Polícia prende suspeito de matar mulher a tiros em Artur Nogueira

Delegado de Artur Nogueira afirma que suspeito de assassinato está fora da cidade

Parentes de vítima assassinada em Artur Nogueira prestam depoimento na Delegacia

Delegado de Artur Nogueira nega que suspeito tenha confessado assassinato

Mulher é assassinada a tiros em Artur Nogueira

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.