08/03/2018

Relembre as ex-primeiras-damas de Artur Nogueira

DIA DA MULHER: Relembre a vida e o trabalho das primeiras-damas que marcaram a história nogueirense

Geso Franco de Oliveira

Primeira-Dama é o título informal que se dá à esposa de um governante em várias esferas do poder. Refere-se sobretudo à esposa do presidente de um país, mas também se aplica aos casos de governador ou prefeito. A criação do título é creditada ao ex-presidente dos Estados Unidos da América (EUA) Zachary Taylor (1849–1850), o qual chamou Dolley Madison, esposa de James Madison, de “primeira-dama” durante o funeral desta, em 12 de julho de 1849, enquanto recitava um elogio escrito por ele mesmo.

Como nosso objetivo sempre está ligado à história, nessa matéria vamos falar um pouco das ex-primeiras-damas de Artur Nogueira, que muito contribuíram para nossa sociedade. A primeira-dama não possui funções oficiais dentro do governo, mas costuma participar de cerimônias públicas e acaba tendo a função de cuidar de ações sociais do município. Além disso, uma primeira-dama atuante pode ajudar a transmitir uma imagem positiva de seu marido à população.

“Ao lado de um grande homem, sempre há uma grande mulher”.

Em nosso município, os ex-prefeitos tiveram uma grande mulher ao seu lado, a presença feminina, principalmente mãe, esposa ajudadora e conselheira, colaboraram para a grandeza de sua gestão. Elas desempenharam funções de caráter social, trabalharam em causas que têm por finalidade o bem-estar coletivo. Com suas sensibilidades e graças a seus esforços e dedicação, levaram à população mais carente bons serviços nas áreas de saúde, educação, assistência social e lazer, propondo projetos, campanhas e ações sociais, que visavam a melhoria da qualidade de vida da população para a redução das desigualdades sociais.

Desde 1949, quando nos tornamos município, doze mulheres tiveram o papel de primeira-dama, cada uma em sua época e com seus projetos. As mais antigas tinham pouca ou nenhuma participação junto à administração, mas é certo que eram mais exigidas no trabalho do lar e na criação dos filhos, levando em conta a falta do marido devido aos afazeres da prefeitura. Outras tiveram participação extraordinária na administração, com projetos fantásticos que sobrevivem até os dias atuais.

Vamos conhecer um pouco de cada uma delas e lembrar seus projetos e sua importante participação na sociedade nogueirense.


Prefeito: Severino Tagliari (1949/1953 e 1957/1961)

Primeira-Dama: Maria de Faveri Tagliari

Maria de Faveri Tagliari, filha mais velha de sete irmãos, nasceu em 26 de abril de 1910. Era filha de Antônio de Faveri e Georgina Jórgia de Faveri. Casou-se aos 22 anos com Severino Tagliari, em 17 de dezembro de 1932. O casal teve quatro filhos.

Frequentou escola primária por três meses, mas deixou a sala de aula para cuidar dos irmãos, pois os pais trabalhavam na roça. Aprendeu a ler e escrever com os irmãos que faziam a lição da escola à noite. Em 1949, quando Severino foi eleito primeiro prefeito, não deixou a vida simples: lavava e engomava roupas de comerciantes e do médico e do dentista que aqui trabalhavam. Quando o marido recebia políticos ou visitas importantes em sua casa para almoçar, ela ficava muito tímida.

Mesmo assim, sempre foi muito caridosa. De charrete, fazia visitas às famílias mais carentes e cuidava de pessoas doentes. Ajudava qualquer pessoa que batesse à sua porta, e sua casa teve até o apelido de “Casa da Misericórdia”. Por isso, Maria era muito querida por todos, e com seu marido foram padrinhos de batizados e de casamentos de muitos nogueirenses. Com a ajuda de casais vicentinos, fundaram e construíram o Asilo São Vicente de Paula. Maria foi por duas vezes primeira-dama da cidade, mas foi também Primeira-Dama da Bondade.

Faleceu em 11 de dezembro de 1987.


Prefeito: José Amaro Rodrigues (1953/1957)

Primeira-Dama: Rosa Vicensotti Rodrigues

Rosa Vicensotti Rodrigues, esposa de José Amaro Rodrigues, segundo prefeito de Artur Nogueira, nasceu em 10 de julho de 1896 e teve oito filhos. Ser primeira dama na década de 1950, para dona Rosa, foi uma missão discreta, de apoio ao marido nas suas decisões para a melhoria das condições de vida dos munícipes, e também de compreensão pelas horas de sua ausência fora do lar. Era acostumada com a vocação de José Amaro, sempre à frente de resolver problemas da sociedade nogueirense.

O principal papel de dona Rosa foi o de ser bom exemplo de mulher, mãe, avó, e, mais tarde, bisavó e tataravó, sempre amorosa e prestativa com a família, vizinhos e conhecidos. Discreta e tímida ao receber políticos em sua casa, bem diferente era o seu papel na família: mulher de fibra, vigorosa, uma líder, mas doce e carinhosa. Ela não esmoreceu mesmo sofrendo a maior de todas as dores: a perda de três filhos.

De família de imigrantes italianos, Dona Rosa trabalhou duro, ainda criança, numa fazenda de café em Jardinópolis, interior de São Paulo. Sua força, talvez, tenha vindo dessa vivência difícil. Viveu quase 100 anos, rezava o terço em italiano cantado alto, era devota de Santa Luzia e não perdia a missa dominical de Aparecida na TV Cultura. No seu leito, muito doente, ela clamava pela família de Nazaré: Jesus, Maria e José.

Faleceu em 19 de maio de 1994.


Prefeito: Jacob Stein (1961/1965 e 1969/1973)

Primeira-Dama: Irene Malagó Stein

Irene Malagó Stein, nascida em 1923, casou-se com Jacob Stein e teve cinco filhos. Ela presenciou toda a história do município desde sua formação. Viúva do maior homem público de Artur Nogueira, Sr. Jacob Stein, que foi emancipacionista, vereador, duas vezes vice-prefeito e duas vezes prefeito.

Não tinha participação na prefeitura, pois naquele tempo não havia o Fundo Social, e o papel da primeira-dama era basicamente ficar em casa, criando os filhos. Em época de eleição, sua residência se transformava, ficando cheia de gente. A cidade era pequena e não havia restaurantes. Quando Jacob recebia políticos na prefeitura, ligava para Irene preparar almoço, muitas vezes para toda a comitiva, e ela fazia sempre com muito prazer.

Recebeu em sua casa visitantes ilustres como o governador Ademar de Barros, Ulysses Guimarães e até um cônsul da Alemanha. Não fechava a porta para ninguém, e Irene pouco opinava no trabalho e nas decisões políticas do marido, embora tenha elaborado campanhas de distribuição de brinquedos às crianças mais necessitadas.

“Artur Nogueira é, definitivamente, o melhor lugar em que eu poderia estar. É um presente de Deus poder ter construído minha vida aqui”, afirma emocionada. “Fazer parte da história de Artur Nogueira como eu tive e tenho o prazer de fazer é, para mim, uma verdadeira honra”.

Aos 95 anos, Irene olha com orgulho sua vida em Artur Nogueira. “Não tenho absolutamente nada do que reclamar, vivi uma vida muito amável aqui. Tive e tenho muito amor nesta cidade. Eu amo Artur Nogueira”, declara.


Prefeito: Luís Spadaro Cropanise (1965/1969)

Primeira-Dama: Emília Morelli Spadaro

Professora, Emília Morelli Spadaro, natural de Ribeirão Preto (SP), casou-se em maio de 1941 com Luís Spadaro Cropanise e teve um filho. Dona Emília, como era mais conhecida, lecionava no Grupo Escolar Francisco Cardona.

Não havia Fundo Social ou qualquer entidade em prol de pessoas carentes, mas Dona Emília organizava todo ano, juntamente com amigas, um desfile de moda no Clube Recreativo Floresta com intuito de arrecadar fundos para os mais necessitados. Estes fundos eram revertidos em alimentos, remédios, roupas e brinquedos, que eram doados a quem batesse à sua porta.

Estava sempre presente, ao lado do marido, em festividades, inaugurações e atos cívicos. Alguns anos após o término do mandato de prefeito, o casal mudou-se para Campinas (SP); porém, sempre vinham a Artur Nogueira visitar os amigos.

Em 5 de maio de 1977, em sua última vinda à cidade, Spadaro deixou a esposa Emilia na casa da amiga Dona Magdalena Sanseverino Grosso e desceu na prefeitura para uma visita ao amigo e prefeito Rubinho. No final da tarde, na volta a Campinas (SP), um acidente automobilístico tirou a vida do casal.

Estão sepultados no cemitério da saudade, em Ribeirão Preto (SP).


Prefeito: Atilio Arrivabene Junior (1973/1977)

Primeira-Dama: Célia Regina Caetano Arrivabene

Célia Regina Caetano Arrivabene tem duas filhas.

Quando o marido assumiu a prefeitura, tinha uma filha pequena; a outra nasceu durante o mandato, o que lhe ocupava todo o tempo. Na época, ela lecionava, mas participou na área social do município e em inaugurações e eventos. Também esteve algumas vezes no governo estadual e conseguiu para o município cobertores e doações.

Recebeu em sua casa governadores, deputados e secretários de Estado. Além disso, ela sempre apoiou o marido nessa importante missão de gestor da cidade, suprindo sua ausência junto à família. Em 1999, se destacou como secretária da Educação, fazendo um ótimo e importante trabalho.


Prefeito: Rubens da Silva Barros (1977/1983)

Primeira-Dama: Esmeralda Carrari Barros

Quando o marido assumiu a prefeitura, Esmeralda Carrari Barros tinha dois filhos pequenos, um ainda bebê, o que lhe exigia tempo e dedicação. Ainda assim, durante o mandato esteve por várias vezes com a primeira-dama do Estado de São Paulo em busca de recursos e doações.

Recepcionou em sua casa políticos e artistas durante as festividades do município. Sempre esteve presente em inaugurações e acontecimentos do município. No Natal, organizou e participou da entrega de brinquedos na Praça do Coreto, proporcionando um Natal mais feliz às crianças.

Juntamente com senhoras do Lions Clube, ajudou a regularizar a Sociedade de Assistência Social de Artur Nogueira (Sasan), uma das entidades mais antigas da cidade, assim como a Creche São Francisco de Assis, a primeira do município.


Prefeito: Cláudio Alves de Menezes (1983/1988 e 1993/1996)

Primeira-Dama: Lourriê Maria Capatto Alves de Menezes

Lole, como é carinhosamente conhecida, tem três filhos, e foi a primeira dirigente do então recém-criado Fundo de Assistência Social do Município, em 1983. Ela ficou com a incumbência de presidir o fundo, criado pela Primeira Dama do Estado, Lucy Montoro, com a finalidade de ajudar as pessoas carentes dos municípios, doando cestas básicas, remédios, etc.

Lole também ampliou essa ajuda a pacientes terminais de câncer e HIV, possibilitando assim a internação dos mesmos, com remédios específicos e alimentos que não podiam ser comprados. Organizou campanhas para arrecadar fundos para compras de aparelhos ortopédicos (perna mecânica, etc). Através de barracas com venda de pastéis, refrigerantes e doces, arrecadou fundos para compras de cestas de Natal.

Vale lembrar que, em todos estes anos, participou e programou as Campanhas do Agasalho, com ajuda dos motociclistas de nossa cidade, assim como outras.

“Conheci as misérias da vida; tentei na minha função amenizar as dificuldades de cada ser humano que passava pela minha vida. Obrigada, Senhor, por permitir que eu cumprisse o ‘Mandamento do Amor’, o maior, que é o que caracteriza o vosso ensinamento”, declara.


Prefeito: Ederaldo Rossetti (1989/1992)

Primeira-Dama: Maria Antônia de Camargo Rossetti

Maria Antônia de Camargo Rossetti casou-se com Ederaldo Rossetti em fevereiro de 1985 e tem dois filhos.

Natural de Artur Nogueira, Maria nunca imaginou ser primeira-dama. Desenvolveu juntamente com outras mulheres de sua equipe trabalho social em favor dos mais carentes. Pessoa simples, gostava de estar junto do povo, tinha vontade de resolver tudo e fez o melhor que pôde.

Esteve por várias vezes com a primeira dama do estado, buscando benefícios para o município, e elaborou campanhas com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos mais necessitados.

O governo do marido deu prioridade às crianças, e foram construídas seis novas creches. Por isso, esse governo foi chamado de “Coração Criança”. Maria constantemente fazia visitas às creches e entidades, e tinha muito prazer em fazê-lo. Anotava e levava as informações sobre as principais necessidades da área social ao gabinete do prefeito.


Prefeito: Nelson Stein (1997/2000)

Primeira-Dama: Fátima Teresani Stein

Fátima Teresani Stein casou-se com Nelson Stein em dezembro de 1979 e tem três filhas. Ela teve uma participação dinâmica junto à administração e nos fez um pequeno relato de sua atuação.

“Na vida precisamos sempre evoluir e aprender todos os dias.

O que dizer desses quatro anos da minha vida? Como mulher, posso dizer que tenho um sentimento de gratidão imenso por todas as pessoas que tiveram um papel relevante para ajudar a mudar um pouco a realidade dos que mais necessitavam, a começar pelos voluntários e funcionários municipais.

Esses voluntários eram muitos e em todas as áreas: campanhas de arrecadação de agasalhos, formação dos guardas–mirins (auxiliando nas várias habilidades que cada um tinha para ensinar), cadastramento de processos no Fórum de Mogi-Mirim para conseguirmos um fórum aqui, distribuição de alimentos, Projeto Cata-Treco, desfiles cívicos, corais das igrejas para comemorar o Natal, festas de aniversário da cidade, comemorações do Cinquentenário, cursos para gestantes (onde os profissionais de várias áreas faziam a sua parte), diversas palestras ministradas para mulheres, para as escolas, para a terceira idade – grupo que foi criado por nós e que sobrevive até hoje – e nos prêmios de personalidades do ano, valorizando o trabalho das pessoas.

E em muitas ações pequenas, como um trabalho de formiguinhas, minimizando as diferenças e alcançando os corações. Sinto saudades das pessoas, mas, ao mesmo tempo, uma alegria e gratidão eterna que vou levar para sempre na minha história de vida.

Parabéns a todas as mulheres batalhadoras e guerreiras de nossa cidade, sintam-se abraçadas nesse dia dedicado a vocês”.

Dra. Fátima Teresani Stein


Prefeito: Luís de Faveri (2001/2004)

Primeira-Dama: Sônia Filomena Bonatti de Faveri

Sônia Filomena Bonatti de Faveri, natural de Mogi Mirim (SP), sempre morou na área rural entre Mogi Mirim (SP) e Conchal (SP). Casou-se com Luiz de Faveri em 14 de julho de 1975, e tem um filho.

Sônia sempre teve suas atividades no lar. Mulher prendada, aprendeu a costurar, pintar e cortar cabelo, ofício que praticava com as crianças vizinhas do sítio. Em 2001, quando o marido assumiu a prefeitura, mesmo com a saúde frágil, sempre participou ao seu lado, apoiando e se fez presente nas solenidades sociais e cívicas.

Com a ajuda de outras grandes mulheres, montou uma boa equipe para atividades e programações da Promoção Social, onde foram desenvolvidos vários programas com a finalidade de melhorar a qualidade de vida da população de baixa renda, entre eles: geração de renda, Sítio do Pica-Pau, Projeto Resistir e Sonhar, Projeto Comunidade em Ação, além dos cursos de Corte e Costura, Manicure, Bordado, Crochê, Macramê, Artesanato, etc.

Participou de programas de profissionalização, assistência social, juntamente com a primeira dama do estado, Sra. Lu Alckmin, e a deputada Célia Leão.


Prefeito: Marcelo Capelini (2005/2008 e 2009/2012)

Primeira-Dama: Keli izildinha Crivelaro Capelini

Keli casou-se com Marcelo Capelini em abril de 1992 e tem duas filhas. Nascida em Artur Nogueira, é advogada, contabilista, despachante documentarista e técnica em processamento de dados.

Sua formação cristã foi fundamental para a solidificação de sua postura como representante do Fundo Social junto ao então Departamento de Assistência Social e nas ações deste serviço no desenvolvimento das políticas públicas sociais do Governo Capelini. A Justiça Social colocada como alicerce na administração dos bens destinados à comunidade, na distribuição justa e igualitária entre os necessitados e no cuidado com os menos favorecidos, conduziu suas ações de responsabilidade social na gestão do Serviço Social de Artur Nogueira.

Foi durante o Governo Capelini, no desenvolvimento das políticas públicas sociais, que podemos destacar que o município:

  1. ampliou imensamente os programas de geração de renda com a disponibilização de dezenas de cursos de formação e capacitação;
  2. viabilizou a execução de fato da legislação municipal de capacitação e geração de renda através de uma grande ação social popularmente conhecida como “frente de trabalho”;
  3. implantou um efetivo canal de comunicação e desenvolvimento de trabalhos com os conselhos municipais, as entidades assistenciais e filantrópicas do município através da “Casa dos Conselhos”;
  4. foi restabelecida e ampliada a participação do município no apoio às entidades assistenciais e filantrópicas através do restabelecimento do pagamento e ampliação das subvenções públicas mensais;
  5. foram implementados cursos de capacitação para as entidades assistenciais e filantrópicas do município na busca de recursos em convênios através de projetos sociais junto à iniciativa privada;
  6. foi determinada e efetivada a participação popular mediante eleições transparentes, participativas e fiscalizadoras de pessoas engajadas da sociedade civil, organizada junto aos conselhos municipais;
  7. foram ampliados os canais de comunicação dos serviços sociais com diversas igrejas ou denominações religiosas para o desenvolvimento de serviços sociais organizados e tantas outras ações de caráter coletivo;
  8. aumento considerável do número de assistentes sociais junto aos serviços públicos do município;
  9. criou e implantou a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social para a efetiva direção das políticas públicas sociais de governo, tendo sido a primeira secretária municipal de Desenvolvimento Social de Artur Nogueira a partir de setembro de 2011 e firmemente atuado na defesa de tantos outros serviços e conquistas para a melhoria do Serviço Social, principalmente a articulação integrada da Assistência Social nos diversos setores e departamentos públicos da prefeitura.

Por fim, Keli relata que sempre esteve ao lado do então prefeito Marcelo Capelini e procurou bem representar o município de Artur Nogueira, com muita responsabilidade e carinho. Regularmente, exigiam sua participação e presença nas incontáveis missões de representação do município nos eventos de estado.

Além disso, ela sempre atuou junto ao gabinete de governo para que a atenção, zelo e cuidado com os menos favorecidos não fossem deixados para “segundo plano” num governo que assumiu a responsabilidade de reerguer Artur Nogueira.


Prefeito: Celso Capato (2013/2016)

Primeira-Dama: Naide Pulz Capato

Naide Pulz Capatto, nascida em Artur Nogueira, tem dois filhos.

O envolvimento da Prefeitura de Artur Nogueira em diversos trabalhos sociais ganhou força na figura participativa da primeira-dama Naide Capato. Com experiência de três administrações do marido em Holambra (SP), assumiu, voluntariamente, o Fundo Social do município, sempre ativa nos projetos que focavam beneficiar os mais carentes.

Naide acompanhava de perto o desenvolvimento de cada ação, enaltecendo a participação da população nos projetos e sempre valorizando funcionários e os voluntários. Deu continuidade aos projetos existentes, como Campanha do Agasalho, casamento comunitário etc. Propôs aumento das subvenções às entidades sociais (AIDAN e APAE).

Com a retomada do campeonato de pesca (Vardo Correa), o Fundo Social, em parceria com a Secretaria de Esportes e outras, arrecadou toneladas de alimentos que foram distribuídas entre as entidades do município.

Sempre presente, apoiou o concurso Miss 3ª Idade e também Miss 3ª Idade do Estado de São Paulo. Através de parceria com o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, criou na Casa de Curso opções com o objetivo de capacitar os munícipes: cursos de cabeleireiros, Corte e Costura, Manicure, Padaria Artesanal. Através de parceria com a Petrobras, trouxe o projeto “Caia na Rede”, ministrando curso de informática a jovens carentes.

Foi a Brasília juntamente com o marido prefeito batalhar para a viabilização do projeto “Minha Casa Minha Vida”, que distribuiu 620 casas às famílias mais carentes do município, assim como verba para construção do Centro de Referência de Assistência Social (Cras).

Naide participou e apoiou incondicionalmente o marido, tendo um papel valoroso na administração. Sempre acreditou que a qualificação profissional, a educação e o auxílio às famílias é o pilar para uma sociedade séria e desenvolvida.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.