30/08/2018

Vícios na condução causam riscos de acidente em Artur Nogueira

Informe publicitário

Durante o movimento Maio Amarelo, o supervisor do Dentran-SP em Artur Nogueira, Anderson Caranari declarou: “94% dos acidentes com mortes são causados por falha humana. Então são as nossas decisões e atitudes que irão refletir no trânsito; a responsabilidade está com a gente”.

leilaoveiculos (1)-1486575773

Pequenas atitudes imprudentes como virar-se para pegar algo no banco de trás, comer, ler, fumar, namorar ou se maquiar ao volante causam sérios riscos de acidente. Usar chinelo ou saltos para conduzir também afeta a segurança dos motoristas e pode ocasionar acidentes por comprometer o uso dos pedais do veículo.

Outro perigo constante é o uso de celular enquanto dirige. Não é permitido utilizar o aparelho enquanto o veículo está em deslocamento, mesmo durante paradas temporárias, em semáforos ou pedágios, por exemplo. Com o carro em deslocamento, o celular pode ser utilizado somente na função GPS, fixado no para-brisa ou no painel dianteiro.

“A imprudência e a desatenção são fatais no trânsito. Dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito indicam que 94% dos acidentes com mortes são causados por falha humana no Estado. Então, com mudança de comportamento podemos reverter esse dado alarmante e poupar vidas”, reforça Maxwell Vieira, diretor-presidente do Detran.SP.

Motoristas multados 

Em 2016, em todo o Estado, só o Detran.SP aplicou 32.553 multas por dirigir sem atenção e os cuidados indispensáveis à segurança, como comer, ler, namorar ou se maquiar enquanto dirige. Entre janeiro e abril de 2017, foram 10.202 multas desse tipo.

Já por dirigir com calçado que não se firme nos pés foram aplicadas 29.650 multas em 2016, e 9.939 no 1º quadrimestres deste não. Mais de 107.321 multas foram aplicadas a motoristas do Estado por uso de celular ao volante no ano passado. Nos primeiros quatro meses de 2017, foram 29.654 multas por essa atitude.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.